domingo, janeiro 29, 2006

No dia do Nevão

Há neve lá fora...
Bora... Vem comigo, mas

"Não andes na minha frente,
eu poderia não te seguir.

Não andes atrás de mim,
eu não saberia te conduzir.

Anda a meu lado,
e seremos sempre amigos."

Mouro do Barlavento

Melodia - Tombe la neige - Adamo - Para ouvir, calca aqui

sexta-feira, janeiro 27, 2006

AMO














Amo a maneira como tu me amas,
Amo os beijos que só tu me sabes dar...
Amo a ternura com que tu me tocas,
Amo o amor que tens em teu olhar!

Desejo-te e a todos os amigos que nos presenteiam com as suas palavras gentis,
um óptimo fim de semana.

Baby
Música - Je te reviens chercez - Gilbert Becaux - Calca aqui para ouvir

terça-feira, janeiro 24, 2006

A noite

Já viste a noite ?
O seu silêncio ?
A sua beleza ?
E lá no alto......
a luz clara da Lua ?

Ouviste a noite ?
Os seus segredos ?
As suas promessas ?
Sentiste o profundo......
a paz interior ?
Aqui está !

Uma Noite Feliz !!!

!!!e um saudável amanhecer!!!

Mouro do Barlavento

segunda-feira, janeiro 23, 2006

As coisas que tu me dizes


As coisas que tu me dizes
Não têm nome...
São apenas luz e cor!
Tanta luz que me encandeiam,
Tanta cor que me entontecem,
Fico perdida, meu amor!
São imagens, são poemas,
Cavam sulcos no meu corpo,
Tecem caminhos p'ró amor...
Tu depois vais percorrê-los
Um a um, com teu prazer.

Baby

Para ouvir a melodia clique aqui

sábado, janeiro 21, 2006

Quadra popular


Meu amor, quando te vi
Perdi meus olhos p'ra sempre!
Se não 'stão a olhar p'ra ti,
Fecham-se p'ra toda a gente.

Baby

....

Ai se os Meus Olhos Falassem - Por Tristão da Silva - Calca aqui para ouvir

sexta-feira, janeiro 20, 2006

É bom ser a Lua e o Sol

(_.'.............`''-.-'`......`'.
..../................../................\_) É bom ser a Lua
(_.... _,.-'""'-,-'""'-.,_............... que nas noites escuras
....\../.--'.................'--.\ ./_) ........ilumina o teu caminho,
__\).(_(_(.......)_)_)..)/_,
.\...(_, ( o)..........( o),_/..../ ...É bom ser o Sol
.`--.-` '-'..…c...... '-' ..`-'-` ........Que mesmo nos dias enevoados
....(o)\ ..................../.(o) ...................aquece os teus sonhos
… ......'-...._w_.….-'
........…....-'............'-. ................Quero sim!
.......…./.., .--. .--._ ..\ ................Quero ser o luar
.....…../ /.(...\/...)`\ \ ......................dos teus caminhos
...…../ /...\......../.....\ \ ..........
. … ..\ \.....)......(....../ / .. ........Quero sim!
..........`\ .\./........\./\/............ Quero ser o Sol
............`.//.'.........\; .................. dos teus sonhos
..... ......./...............\/
....... ,_/ _,-,_ _,-,_\_, ..........Quero sim!
.... `--' ..`....'--'..../............... Quero ouvir
... .......... ...=......../............... as tuas palavrinhas doces
..... ....................../..............
.. ..................!......./................
... ....... ............../.......................
..........o__ ......... __ o

Mouro do Barlavento

quinta-feira, janeiro 19, 2006

Regresso














Agora que tu voltaste,
O mundo mudou de cor.
O céu não é só azul,
É verde, azul, encarnado...
Tem as cores do arco íris!
O mar tem cambiantes de prata
E o ar é poalha dourada...
Tu trouxeste a luz contigo!
E se de noite és farol
Que guia meus passos perdidos,
De dia tu és o Sol,
Nada mais fica escondido...

Baby
Para ouvir a melodia clic aqui
Amor I love you - Marisa Monte

quarta-feira, janeiro 18, 2006

A vida

A vida é feita de pequenos nadas
de encontros e desencontros
de alegrias e tristezas
de azares e fortunas

De tempestades e bonanças
de luzes e sombras
de serra e mar
de amores e desamores

Pequenos nadas que são o tudo da vida.
Agora só te quero ouvir...
Mouro do Barlavento

terça-feira, janeiro 17, 2006

Sonho








Como um veleiro,
Tenho minha vela erguida
E sulco,
Não os mares,
Mas os sonhos que há na vida,
Rasgo ao meio aqueles que são feios,
Mas lanço ferro
E pernoito,
Se me enleio naqueles que tu teces...
Durmo com eles
E sonho um outro sonho!
Já não sou veleiro, sou apenas sonho...
Um sonho que tu sulcas
Com a tua vela erguida.

Baby

segunda-feira, janeiro 16, 2006

Ausência













Revolta,
Mágoa,
Arrependimento...
Mas o tempo não volta
E a dor que me agarra é tão intensa
Que hoje grito e digo não,
Não peço!
Mas amanhã não grito,
Choro... e peço perdão de mansinho,
Pecadora arrependida
Tão sofrida e nunca ouvida.
O tempo escorre, lento e vazio
E o silêncio é tão pesado
Que me esmaga contra o nada,
Esse nada
Onde a esperança se debate
E vai morrendo a cada instante,
Mas logo se levanta
E eu continuo errante
Por esse caminho longo,
Buscando o amigo,
O amado,
O amante...

Baby

Para ouvir- "O amor não sabe esperar- clique aqui

Rosas

Rosas
Especialmente para ti, amigo visitante

Arquivo do blogue