quarta-feira, agosto 12, 2009

FLORESTA DE PALAVRAS

Quando desembarquei da minha viagem sem destino certo, deparei com um lugar sem nome, onde o ar era de tal modo rarefeito que me sufocava lentamente e o céu tinha uma cor indefenida
que aos poucos se ia tornando cor de sangue, o mesmo sangue que do meu coração vazava, ferido pelas dores que dia após dia eu sofria, enquanto ia perdendo um ente muito querido.
Agora quero que o meu pensamento se liberte e voe alto, muito alto, se inunde de beleza e tranquilidade e depois mergulhe em voo picado numa floresta densa, feita de pavras.

"Entrei pelas palavras como quem entra numa floresta densa à procura de espécies raras;
escolhia umas, afastava outras, mas algumas que escolhia, logo deitava fora, tão anónimas e sem carácter se mostravam depois. Às escondidas ia-as pondo juntas umas às outras, ora cruzadas, ora paralelas, como quem faz um muro e prefere umas pedras às outras para as casar conforme o volume e o ângulo delas.
Pouco a pouco fui encontrando ao acasol (ao acaso?),como numa revelação misteriosa, palavras raras, preciosas, brilhantes ou sombrias, umas ricas, outras pobres, sonoras ou mudas, mas todas intimamente ligadas por qualquer laço comum, como se entre elas houvesse uma predestinação ou qualquer liame invisível que as prendesse. E logo que as juntava ficavam tão unidas umas às outras que já não parecia mais possível desligá-las, tão estranhamente fundidas que cada uma perdia aquilo que antes a distinguia, para todas encontrarem nessa transmutação uma nova expressão, feita de sons, a princípio vagos, sussurrantes como num búzio, mas logo depois tomando formas musicais, ainda que entrecortadas e incompletas como os instrumentos que os músicos afinam antes de a orquestra começar um concerto.
Às vezes, caprichosamente, uma ou outra palavra fugia, escondia-se no grande cemitério das palavras mortas; e era preciso procurá-la, adivinhá-la, encontrá-la e pô-la no seu lugar próprio, ainda vazio, que só a ela pertencia. Era preciso procurá-la amorosamente, como o garimpeiro nas águas do rio busca a pepita refulgente. E assim, na densa floresta das palavras, pude escolher essa matéria prima a que o sonho deu a transcendência da criação da própria vida."
in Pablo La Noche - Marcello Matias
Imagem da net.

23 comentários:

Dois Rios disse...

Linda Baby!

Bem-vinda ao mundo das palavras escritas.
As palavras unem, separam, acariciam, maltratam, ensinam, aproximam, enfim, as palavras, escritas ou faladas, fazem importantes revelações sobre quem as profere.
Até o silêncio é um importante instrumento da palavra.

Beijos muitos,
Inês

Sonia Schmorantz disse...

As palavras são estranhas, às vezes quando queremos escrever elas fogem todas, mas basta encontrar uma só, aquela palavrinha mágica, e é como se desenliasse um novelo, flui um lindo texto, como este teu!
beijo

mixtu disse...

as palavras....

se sentidas...

são tratados...

de amor...

de ciência...

de...

as palavras são como árvores...
necessitam de algo para que se mantenham no ar...

quem mata as palavras?
o silencio...

o silencio

tchiuuuuu

abrazos serranos e europeos

mixtu disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Baby disse...

Querida Inês, as palavras são tudo isso que tu dizes e tantas coisas mais! As palavras são o alimento indispensável das almas inquietas...
São como beijos, como abraços, como laços que unem e margens que separam, é preciso a escolher a palavra certa e colocá-la no lugar certo, antes que algum vento a leve e se perca para sempre.

Beijinhos.

Barbara disse...

Essa maravilha que postaste lembra-me Mário Quintana quando diz que ouve a voz de Camões através de um búzio...
Ora...tens floresta imensa dentro de ti a guardar segredos, mistérios como convém a bosques e florestas e tens mais outra - a diversidade do idioma.
BOM!

Dois Rios disse...

Baby, querida!

É justo o que eu sinto quando me dás palavras embaladas em ternuras. Beijada e abraçada.

Beijos,
Inês

Hod disse...

Aloha Baby!!!

Vibrantes e bastante intensas as palavras que com sua regência dão tonalidade fulgurante em simbiose com a imagem....
De passagem pelo planeta sempre nos vinculamos em amor e afeto a outros que deixam em nós sua linda e as vezes efêmera passagem.

Adorei tua visita e muito contente com teu comentário!!

No meu silêncio homenageio essa pessoa que lhe é tão cara e te deixo um doce e silencioso beijo por sobre a superfície de tua alma!!

Aloha querida amiga!!
Hod.

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Baby!

Quando a saudade pinta, a melhor coisa a se fazer é ir matá-la. E pelo visto você não se arrependeu. Concordo que Rebeca é fantástica com as palavras, agora, os meus poemas são bonzinhos. Mesmo assim, obrigado pelo elogio.

E construir palavras é como se pintássemos os cenários impensáveis, imagináveis e realizáveis com uma mente alfabetizada!

até mais.


Jota Cê

Solange Maia disse...

Belo texto, com um tanto de dor e de magia...
Palavras, floresta densa...
Coisa linda.

Adorei.

Beijo

Benó disse...

É um gosto tê-la por cá, novamente.
Vim só desejar uma boa semana.
Abraços grandes daqui.

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Baby,

Você voltou e meu coração ficou feliz com esse retorno. Muito bom setir querer bem por uma pessoa que transmite tanta emoção quando o assunto é sentimento.

Você é uma querida, menina linda.

Querida demais por mim!

Beijo imenso.

Rebeca

-

tulipa disse...

Amiga gostei do teu regresso.
Muito light e saudoso. Também eu quero que o teu pensamento se liberte e voe alto, se inunde de tranquilidade que bem mereces.

Venho dizer que já há "novidades" nos meus 2 blogues, se quiseres dar uma espreitadela, serás benvinda.

Para "louvar os meus momentos perfeitos" fiz uma pequena brincadeira com palavras minhas:
Com o Tejo a beijar-me os olhos
fui descobrindo “momentos perfeitos”.
Uni pensamentos
Sonhei acordada
Criei imagens de Ti.
Melhor seria
Descobrir a teu lado,
jardins proibidos
Ou só para nós permitidos.
Mas, tu estavas ausente,
Apenas presente em meus desejos.
Com o Tejo a beijar-me os olhos
divaguei em nuvens de sonhos.

E QUE TAL...gostaste?
Nunca chegarei aos teus calcanhares, pois "poesia" é contigo, quando a inspiração chega.

Beijinhos.

Anónimo disse...

Minha Querida Amiga Baby!
Finalmente consegui entrar no teu blogue, pois tive de o fazer por outra via. Mas pronto, já descobri a melhor maneira.
Li a tua postagem e compreendi a introdução que fizeste ao poema, a qual se ajusta muito bem.
E o poema também se enquadra no poema. Enfim, tudo expressa muito bem os teus lindos sentimentos.
Deixo-te um beijinho muito Grande.
Noribal

Vieira Calado disse...

Olá, amiga, como tem passado?

Olhe, curiosamente tenho em 1ª página um poema às palavras.

O texto que mostra é excelente.


Beijinhosss

frank verlag disse...

Feliz regresso... Pois.

Mocho Falante disse...

Sabe bem chegar aqui e beber estes textos...obrigado

:-)

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Baby linda,

Você tem o poder de encantar, sabia? Sinto que obedece o coração e deixa a razão longe das suas escolhas. Nessa blogosfera é difícil alguém envolver, de verdade uma amizade sincera. E você faz isso numa simplicidade bem sua.

Você é simplesmente uma querida.

Beijo bem grandão, menina linda.

Rebeca

-

Sonia Schmorantz disse...

Vim deixar meus votos de um feliz final de semana para ti, que tudo lhe saia bem...
beijos

tulipa disse...

Menina...que inveja!!!
Música de "Pedro Abrunhosa"
também quero...

Ensina-me, p.f. a colocar músicas lindas nos meus blogues!

Muito obrigado pelos teus elogios:
Culturais e elucidativos os teus posts, no jeito a que nos habituaste.

Sobre o poema...é isso, ultimamente tenho andado mais inspirada...porque será?

Escreveste:
...Perdoas-me?

SIM, minha amiga estás perdoada.

Um beijinho e forte abraço.

Vieira Calado disse...

OLá, amiga!


O seu belo texto entronca bem no meu, que comentou:

..."no grande cemitério das palavras mortas; e era preciso procurá-la, adivinhá-la, encontrá-la e pô-la no seu lugar próprio, ainda vazio, que só a ela pertencia. Era preciso procurá-la amorosamente..."

Beijinhosss

Ana disse...

Na densa floresta das palavras, escolher aquelas que criam laços.
Que o teu pensamento seja sempre livre de voar alto.
Um beijo com amizade.

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,

Rosas

Rosas
Especialmente para ti, amigo visitante

Arquivo do blogue