quinta-feira, março 30, 2017

NOITE

A tarde desfalece em sombras
E as horas galopam
No avanço inexorável dos instantes.
Um pássaro voa alto
Riscando de luz o céu escurecido.

Ouve-se um canto murmurado
E as palavras confundem-se
Com o rumor do mar.
O silêncio desce como um esquecimento
E fica suspenso no vazio do tempo.

O luar cresce despertando a noite
Que teima em se deitar.
Algas e búzios deslizam pela areia
Buscando a espuma branca
Que os levará de novo ao mar.

E na quietude mansa
Da noite prateada,
A minha mente divaga
E sonha com o amanhecer
De um novo dia.

Imagem da net.


quinta-feira, março 16, 2017

PROCURA



Que posso eu dizer de mim
Se tudo em minha mente
se confunde?
Se num momento me sinto azul
e transparente
e logo de seguida me visto de um cinza
escuro e triste
e num mar de destroços me torturo?

Meu pensamento corre para ti
Levado pelo vento intrépido
Que vai traçando o rumo
Através da noite escura,
Enquanto grito o teu nome
E te procuro.

Imagem obtida na net

quinta-feira, fevereiro 16, 2017

PERFUME


Não me acordes, amor.
Hoje quero apagar os dias vazios
E amanhã também
E talvez depois,
Quero ficar em mim,
Deitada no chão verde
Que repousa o meu olhar
E deixar que lembranças boas
Me levem pela mão,
E do meu coração escorram
Histórias que vivi
E no tempo se apagaram.
Quero deslizar nelas como um rio
Enquanto renasço
Nas páginas do livro
Que em tempos escrevi
E que leio agora,
Deitada no chão verde
Da memória,
Onde o silêncio reverbera
E um perfume ecoa pelos ares,
Ainda húmido.

Imagem recolhida na net.

Rosas

Rosas
Especialmente para ti, amigo visitante

Arquivo do blogue