quinta-feira, fevereiro 16, 2012

NEM EU SEI



Tenho o nome duma flor
quando me chamas.
Quando me tocas,
nem eu sei
se sou água, rapariga,
ou algum pomar que atravessei.
Eugénio de Andrade
Foto da net

21 comentários:

Vulcano disse...

Lindo...

Beijo

mixtu disse...

um pomar
lindo

flor...ido...

jaja

abrazo serrano

Pearl disse...

Muito bonito,



beijos conterraneos.

Nilson Barcelli disse...

Grande Eugénio.
Beijos, querida amiga.

Bia Pessoa disse...

Adorei o seu espaco!

Gostei mais ainda da definicao: Uma passagem pelas paginas de uma mulher romantica ;-)

Assim se sente quando entramos aqui!!!

Grande abraco

Bia Pessoa

Fernando Santos (Chana) disse...

Excelente poema....
Cumprimentos

Secreta disse...

Ah... belissimo!
(não conhecia! por incrivel que pareça...)
Um beijito.

maria selma disse...

Que lindo ...amei
beijos

Baby disse...

Inês, para quando a permissão de uma palavrinha nossa no teu espaço?
Tanta beleza desperdiçada não é pecado?
Um beijo.

Mar Arável disse...

O nosso Eugénio

Bjs

Cristal de uma mulher disse...

Belíssimo..as letras se comunicam com a magia e o perfume interor...Beijinho amiga

Canto da Boca disse...

E que tantos outros nomes teremos, chamados com a boca do amor??

Eugénio, como sempre irreprensível!

Beijos, Baby e um excelente domingo!

;)

Vanuza Pantaleão disse...

Baby, que saudade! Só agora, retomo os blogs, estava descansando um pouquinho nesse carnaval.
Beleza de poema! Ótima escolha!Beijos!

Nilson Barcelli disse...

O insecto voutou, mas nem vi flores onde pousar...
Querida amiga, tem uma boa semana.
Beijo.

Secreta disse...

Passei para te deixar um beijito.

tulipa disse...

AH...nem é bom saber os nomes que tenho...são horríveis!

Talvez numa outra encarnação me digam nomes mais bonitos!...
Fica a Esperança.

Hoje mostro algumas das fotos que captei na minha travessia do SADO no sábado passado, mas foi a última vez que o fiz, com muita pena minha;
até isso nos querem tirar.
Uma das minhas preocupações é mostrar aos meus netos a beleza natural que nos rodeia, além de ser um prazer.


HÁ VIDA NO RIO SADO
é isso que eu gosto de lhes mostrar, os pescadores na sua faina da pesca bem como outras imagens, mas...não se pode fazer isso devido aos elevados custos.

Gostei do poema de Eugénio de Andrade. Beijo.
Bom fim de semana.

selma disse...

Amiga,Meu amiguinho Tigre(beagle) está participando do concurso Esconde esconde no blog da Kika,preciso de seu votinho a fotinha dele é a do NÚMERO 47 e este é o link :
http://kikaeassuasideias.blogspot.com/
Muito grata!Beijos

Tigre disse...

Vim agradecer seu votinho no concurso esconde esconde da amiguinha kika.
Mamis esqueceu de deixar a regrinha
1-seguir o blog da kika
2-deixar no comentário o votinho com o meu nº47
è que se fugir a regrinha o votinho não é válido...
Estou seguindo seu blog...
Muito grato,au...au...(meu jeitinho de agradecer)
Tigre.

vieira calado disse...

Desejo-lhe, amiga

um Óptimo Dia da Mulher!

Saudações poéticas!

selma disse...

Amiga,viva intensamente este dia,
Sinta o aroma dos mais variados prefumes,
Muitas flores coloridas para você
Neste dia especial
Parabéns...
Tem mimo para você...
Beijos de luz

Ana disse...

Maravilhoso Eugénio de Andrade !

Rosas

Rosas
Especialmente para ti, amigo visitante

Arquivo do blogue