sexta-feira, junho 30, 2017

QUANDO O VENTO SOPRA

O VENTO

O vento sopra forte
despenteando as árvores
que se vergam, sinuosas
e se deixam embalar 
nas suas carícias caprichosas.

Nem sequer gosto do vento
mas um desejo me atormenta
e deixo-me agarrar,
quero que me sacuda, 
me entonteça,
me largue no chão duro,
para que toda a dor se parta
e o meu espírito liberto
volte a ter voz e se erga
como um canto puro.

Imagem colhida na net.



19 comentários:

Jaime Portela disse...

E o vento é livre e, por isso, pode contagiar a liberdade de quem o sente.
Gostei muito do teu poema, é brilhante. Parabéns pelo talento das tuas palavras.
Querida amiga, um bom fim de semana.
Abraço.

© Piedade Araújo Sol disse...

talvez o vento nos faça esquecer as dores da alma
por vezes é mau, mas outras vezes o vento brinca com os nossos cabelos.
um beijinho
:)

Existe Sempre Um Lugar disse...

Olá, uffaaaaaaaaaaa......que bom passar por aqui e encontrar uma nova e bela publicação que me encanta, o vento nunca é igual ao que já passou, motivo porque umas vezes trás coisas boas ou menos boas, quando são boas é para as viver intensamente, as menos boas são para serem levadas pelo vento e esquecer, "vente em Algarvio".
Escolheu bem o poema, é lindo e profundo, quero agradecer a sua simpática passagem pela minha pagina, obrigado e boa praia.

AG


Mais forte
Um dia quis que o vento varresse tudo para longe…
Me sentei na beira da praia
pois sabia que lá ventava mais forte.
Sábio é o mar
que nas idas e vindas
sabe ser imensidão.

Jaime Portela disse...

Passei para te desejar um bom resto de semana.
Mas gostei de reler o teu magnífico poema.
Beijo.

Existe Sempre Um Lugar disse...

Olá, venho desejar-lhe feliz semana, está quase de ferias?
AG

Fá menor disse...

Por vezes o vento embala-nos, outras fustiga-nos.
Algumas vezes podemos ir no seu embalo, outras devemos resguardar-nos.

Que a fúria do vento não nos seque a alma, mas antes nos deixemos impregnar da suavidade da brisa mais ligeira, para que sejam os nossos dias como seda pura.

Beijinhos

Jaime Portela disse...

Querida amiga, um bom fim de semana.
Beijo.

© Piedade Araújo Sol disse...

olá
passei para desejar bom final de semana.
beijinhos
:)

Poções de Arte disse...

Uma bela abordagem...
Muitas vezes queremos algo intenso e rápido para aliviar nossa dor...
Gostei!

Abraços esmagadores e feliz dia.

Existe Sempre Um Lugar disse...

Olá, o vento (vente em algarvio) sopra em direcção do fim de semana e das ferias, que tudo seja com enorme felicidade.
AG

Jaime Portela disse...

Estou à espera que o teu "espírito liberto volte a ter voz e se erga como um canto puro", pois tu fazes isso muito bem.
Querida amiga, um bom fim de semana.
Beijo.

alfaciha disse...

Já sonhei qua sabia voar . Uma experiência deliciosa
Abraço

Mar Arável disse...

Nada é perfeitamente inútil

Existe Sempre Um Lugar disse...

Olá, Feliz domingo e semana, é desejar muito?.
AG

A Casa Madeira disse...

Olá Maré, não sou muito chegada a vento apesar
de que aqui no sítio venta forte.
Mas realmente a sua liberdade é infinita as vezes pode
até sacudir a alma mesmo.
Belo como todos os outros que publicas.
Abraços
janicce.

SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras disse...

Bela imagem, bela música e belíssimo poema. Parabéns! Abraço fraterno. Laerte.

Jaime Portela disse...

Passei para te desejar a continuação de uma boa semana, querida amiga.
Beijo.

Manuel Luis disse...

Teu vento como receita polinizador. Gosto do vento de mansinho.
Bjs

A Casa Madeira disse...

Oi Maré, como vão as coisas?
Bom final de semana.
Abraços.

Rosas

Rosas
Especialmente para ti, amigo visitante

Arquivo do blogue