quarta-feira, novembro 18, 2009

DESALENTO


Eu faço versos como quem chora
De desalento...de desencanto...
Fecha o meu livro, se por agora
Não tens motivo nenhum de pranto.
.
Meu verso é sangue. Volúpia ardente...
Tristeza esparsa...remorso vão...
Dói-me nas veias. Amargo e quente,
Cai, gota a gota, do coração.
.
E nestes versos de angústia rouca
Assim dos lábios a vida corre,
Deixando um acre sabor na boca.
.
-Eu faço versos como quem morre.

Manuel Bandeira

18 comentários:

Ana Oliveira disse...

Baby

Um beijo a desejar um verso de encanto...sempre.

Ana

Isabel-F. disse...

SAbe sempre bem ler um belo poema ...

beijinhos e espero que esteja tudo bem contigo

isabel

Secreta disse...

Porque a poesia é o culminar de todos os sentidos.

mixtu disse...

versar
motivos para versar...

sentires
desejos

amar...

sentir... solo

poesia

abrazo serrano y europeo

tulipa disse...

Felizmente que não é só nas grandes cidades que se nota, nos últimos tempos outra dinâmica, uma outra forma de fazer cultura.
Desta vez será em ALPIARÇA, na sua Biblioteca Municipal.

Vou montar outra exposição de fotografia.
A exposição procura divulgar o que vivenciei pelos caminhos da Índia. Tendo como ponto de partida a fotografia, faço uma reflexão através do tempo sobre imagens que descrevem a solidão dos povos e o significado do seu sofrimento bem como da sua alegria envolvida pela pobreza de géneros necessários à sua sobrevivência, a par da solidariedade e esperança de uma justiça digna.

Aos poucos vou conseguindo aquilo que quero, ou seja, esta EXPOSIÇÃO está aberta aos sábados de tarde, para proporcionar às pessoas que trabalham a oportunidade de a visitar numa tarde de sábado.

Estás convidada para a inauguração no próximo sábado, dia 21 de Novembro, pelas 14h 30m.

Conto com o apoio de todos os que me têm acompanhado ao longo deste tempo, na blogosfera.
Um abraço forte e sentido.

tulipa disse...

O poema que escolheste fala de...
desalento...
desencanto...
tristeza,
remorso
amargo e quente
angústia,
acre sabor na boca...

Não gostei de:
-Eu faço versos como quem morre.

AMIGA
vamos a arribar e ter pensamento positivo e versos mais alegres e cheios de doces emoções.
Beijinhos.

Barbara disse...

Você sempre me deixa "em xeque" com os autores que posta.
xeque ou cheque?
Tanto faz...
Um abraço.

Perla disse...

A tristeza sempre inspira belos versos...

mas o sol nasce todos os dias e também é bom inspirador.

Bom fim de semana

Bjinhos

Dois Rios disse...

Linda e querida Baby!

O poeta sempre chora a sua dor através dos seus poemas. Creio que ele encontre nos versos, o alento que necessita. Lindo poema de M. Bandeira!

As suas palavras, assim como os versos de um poeta, deram-me o alento de que tanto necessito.

Um terno e grato beijo,
Inês

Nevoeiro disse...

Nada se perde...
Nem a tristeza... nem a saudade... nem o desalento...

O nevoeiro é que limita o nosso espaço de visão e por vezes esconde as coisas lindas que a vida nos oferece
Não deixes que o nevoeiro esconda as coisas boas que a vida te dá.

Procura beleza mesmo naquilo que teimosamente não queres ver.
Aceita esta letra e o som desta melodia

Baby, meu bem
Sorria para mim, assim que eu sou feliz
Baby, também
Não deixe nosso amor ser infeliz
Ainda somos jovens, sei
O tempo passará vais ver
Com ele nosso amor aumentará

A vida sorrirá então
Os sonhos realidades são
Se temos um amor no coração

Para ouvir seguir por aqui

http://www.youtube.com/watch?v=_6BByBvxC_U

Luiz Caio disse...

Oi Baby!Como vai?

Não chore! Não morra! Por favor minha querida... Não faça versos!

Deixe que eu os faça para ti,
já estou habituado a morrer deste mal necessário!

TENHA UM LINDO DIA

Beijos

BETO STOCK disse...

PARABÉNS POR TUDO!!!!

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Acabei de chegar de viagem e Jota Cê ainda está voando, chega só à noite. Estou com tanta saudade de vocês, acreditam? Esse carinho pelas palavras faz uma falta, mas sei que vocês sabem que essa ausência foi por uma boa causa. Amanhã é nossa blogagem coletiva e vou esclarecer o método para alguns que não entenderam:

1- Todos os participantes vão ter que postar o seu conto/texto no seu blog com o selo da postagem.
2- Só vai participar do sorteio do orkut e das bíblias quem participou da blogagem
3- O sorteio do orkut vai ser pelo randon e vou dar um jeito pra ser filmado no dia 25/11
4- A votação da blogagem começa no dia 25/11 e todos os participantes irão concorrer.

Agora vou ver se durmo um pouco... tô numa saudade que nem sei... a distância maltrata, mas o amor acarinha com aquele dengo danado de bom.

Beijos jogados no ar, sempre!

Rebeca


-

Post Moderno disse...

...os dias passam
a memória fica...

Uma pessoa sem passado, é alguém sem orientação

O presente permite-nos tirar conclusões e ponderar o próximo passo a dar, enquanto o futuro é uma folha em branco.

Mas é uma folha que se quisermos a podemos reescrever

Post Scriptum:
Quem verseja tão bem,
não precisa de pedir emprestado poemas a ninguém

Nilson Barcelli disse...

O poema é fabuloso, gostei imenso.
"- Eu faço versos como quem morre."
Eu morro mesmo, custa imenso...
Querida amiga, boa semana.
Beijos.

Sonia Schmorantz disse...

Porque será que é a tristeza e não alegria que inspira os mais lindos versos?
beijos

zeladorpublico disse...

Tudo de bom, cara amiga...abcs

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,

Rosas

Rosas
Especialmente para ti, amigo visitante

Arquivo do blogue