quinta-feira, abril 15, 2010

INQUIETUDE

Uma inquietude me assola
E me incendeia o olhar.
É a tua voz que ouço
Ou o meu coração a falar?
.
O meu relógio, calado,
Olha os ponteiros sem horas,
Porque o tempo está parado
E se derrama, alucinado,
No nada que à volta existe.
.
Uma inquietude me assola.
Um silêncio que persiste.
.

22 comentários:

Nilson Barcelli disse...

Gostei tanto deste teu poema...
Excelente, querida amiga. Não tenho mais palavras para tamanha inspiração.
Beijos.

ErikaH Azzevedo disse...

E o tempo para , e o silencio se instala, um prenuncio de dor...essas inquietudes todas do Amor!
... mas o amor nos faz bem mesmo qdo nos faz mal.

Um beijo e um desejo de paz

Erikah

C Valente disse...

pequeno e belo,parabens
saudações amigas

VANUZA PANTALEÃO disse...

São as inquietudes da alma feminina...
Beijinnhos!!!

betencourt disse...

Revivendo o romantismo
também eu te canto
e te pergunto

que fado é este que cantas
onde amei,
desamei
e me entreguei em plenitude
nos teus braços cerrados

Nos dias tristes
ficamos a falar ao vento
O vento passa
e nada nos diz

E no silêncio das guitarras que choram
param os ponteiros do tempo
à espera das flores
esquecidas nesta madrugada
de inquietude
e plenitude
em que tudo aconteceu

FOTOS-SUSY disse...

OLA BABY, BELISSIMO POEMA...ADOREI LER TAO LINDAS PALAVRAS...QUE TENHA UM FELIZ FIM DE SEMANA!!!
BEIJOS DE AMIZADE,


SUSY

Luiz Caio disse...

Oi Baby! Como vai?

As vezes não podemos compreender o por que das coisas não serem tão simples como deveriam.
O por que temos que esperar um outro momento, se estamos amando agora!

BONITO POEMA!

Beijos

A Magia da Noite disse...

às vezes o silêncio não fala mas diz tanta coisa.

VANUZA PANTALEÃO disse...

Um ótimo final de semana, Baby!
Beijos

tulipa disse...

Belas palavras, como sempre me habituaste. Obrigado pela partilha.

Não uso máscaras, talvez por isso, por ser franca e directa, não tenha os amigos que gostaria de ter...é o preço a pagar!!!

Seguem umas palavras que escrevi hoje, num momento de muita solidão e incompreensão neste Mundo.

Apenas os meus passos quebram o silêncio
Tudo o resto à minha volta cessou
Outros sons existem na minha alma dorida
De palavras ditas sem pensar, para magoar
Vindas de pessoas que se dizem amigas
Mas…infelizmente não sabem o que isso é!
Os amigos de verdade não fazem isso…
Afinal, o que fazem os amigos de verdade?
É uma questão que coloco cada dia mais
A mim e aos outros; é que não sei mesmo…
Há falta de amigos, de camaradas, de pessoas…
Estou silenciosa, por vezes acontece…
Não me parece, conheço-me bem
Nunca, nem um segundo; o silêncio em mim é mau sinal
Garanto-vos!!!
Aproxima-se o dia do meu aniversário
Coincide com aquele dia do ano,
que muitos se lembram de mim
e, mais uma vez, pergunto:
e, nos outros 364 dias, onde andam?
Ou…onde ando eu? Noutro planeta?
Quem sabe…É-me difícil avaliar.
E, dentro do meu peito ouve-se algo
é sempre o mesmo murmúrio, lá bem fundo
triste, fluindo ininterruptamente,
dói…se dói…
porque é o sentimento que confere o significado à Vida.
(palavras minhas)

Beijinhos meus, cheia de saudades tuas.

Perséfone Hades disse...

Muito boa sua poesia!
Adorei seu blog.

Bjs

Perséfone

mixtu disse...

vozes
que não me deixam dormir

que me atormentam...

silêncios...

uma voz de silêncio....

abrazo serrano

Secreta disse...

Silêncios que por vezes nos confundem.
Beijito.

Ana disse...

Triste e tão belo! A inquietude feita poema!
Um beijo, Baby.

Nilson Barcelli disse...

Reli e gostei ainda mais...
Querida amiga, boa semana.
Beijos.

Isabel-F. disse...

Lindissimo este teu poema ...
tanta ternura ...

beijinhos

Anónimo disse...

Olá Querida Amiga!
O poema é muito lindo! Visto do lado romântico, pois fala de amor indirectamaente, mas eu lei-o como um desejo de amar.
A imagem gostei porque mostra o Humano e a Natureza. Exactamente como o mundo real existe. Depois: somos nós que criamos tudo...
Muitos beijinhos e um bom fim de semana!

Noribal


Noribal

Bia Carvalho disse...

Desculpe a invasão, mas eu tenho uma ótima notícia!

O Blog Amor, Mistério e Sangue está estreando sua primeira promoção!!!

O prêmio para o vencedor é o primeiro volume da Série "A guerra das Sombras"

O Livro de Dinaer
Para mais informações sobre o livro
http://www.aguerradassombras.com/dinaer.html

Você não pode perder essa super promoção!!!
http://amormisterioesangue.blogspot.com/2010/04/primeira-promocao-do-amor-misterio-e.html

Bjs e boa sorte!

mixtu disse...

o tempo...

que nos assola

que vive

inquietude

silencio...

persiste

como o tempo...

uma volta de pasteleira? em busca do tempo

abrazo serrano

José Sousa disse...

Gostei muito do que escreves. Meu Deus, tanto sentimento?! E eu que pensava que estava sozinho no mundo na questão de sentimentos. O sentimento é coisa que faz sentir sofrimento e felicidade. Mas, infelismente, o meu, tem-me levado mais para o lado do sofrimento! Queria encontrar o caminho da felicidade mas não o encontro! Já fiz de tudo e em vão. Va até meus blog's: www.congulolundo.blogspot.com
www.quriaserselvagem.blogspot.com
Um abração

eduardo disse...

Nada de inquietudes
nada de tristezas

E como sempre a beleza
da gravura
do texto
da melodia

Boa semana

Tatiana disse...

Que espaço lindo!

Confesso que tenho comigo uma inquietude que já virou companhia!

Beijos carinhosos

Rosas

Rosas
Especialmente para ti, amigo visitante

Arquivo do blogue