terça-feira, abril 27, 2010

MEDO


Tu tens um medo:

Acabar.

Não vês que acabas todo o dia.

Que morres no amor.

Na tristeza.

Na dúvida.

No desejo.

Que te renovas todo o dia.

No amor.

Na tristeza.

Na dúvida.

No desejo.

Que és sempre outro.

Que és sempre o mesmo

Que morrerás por idades imensas.

Até não teres medo de morrer.

E então serás eterno.



Cecilia Meireles
 
Photo Credit Bina Sveda  (encontrada a net)

22 comentários:

Vieira Calado disse...

Olá, amiga!

Como está'

Espero que bem...

agora que deve ter muito sol

na sua varanda.

Beijinhosss

Luiz Caio disse...

Oi Baby!

A vida e o tempo, nos ensina a cada dia!

TENHA UMA LINDA TARDE!

Beijos

Valvesta disse...

Oi baby, visito sempre seu blog, hoje estou com tempinho de segui-lo, gosto do que escreves, tem verdades e sentimentos, gostaeá dos meus comentários tb serão verdadeiros.
linda poesia, medo e incertas aparecem sim na vida de todos, o importante é sentir confiança no amor, o coração nunca se engana no caminho, pegará a vereda certa pra felicidade, se será duradoura, isso é com Deus, a Ele pertence o amanhã, confia nele tb; Levando em conta que nenhuma felicidade pode ser construida encima da infelicidade de outros... grande beijo no coração, um prazer segui-la, temos o calado em comum.
******************************

"Minha alma tem o peso da luz
*
Tem o peso da música

Tem o peso das palavras nunca ditas

Tem o peso de uma lembrança

Tem um peso de uma saudade

Tem um peso de um olhar

Pesa como pesa uma ausência

E a lágrima que não se chorou

Tem o imateríal peso da solidão

no meio de outros"
*
*Clarice Lispector ♥♥♥

Cavaleiro Andante disse...

O tempo é muito lento para os que esperam
Muito rápido para os que tem medo
Muito longo para os que lamentam
Muito curto para os que festejam
Mas, para os que amam, o tempo é eterno.

William Shakespeare

E nunca, mas mesmo nunca tenhas me do de (me) amar

CA

FERNANDINHA & POEMAS disse...

QUERIDA BABY, ADOREI A TUA POSTAGEM AMIGA... VOTOS DE UMA NOITE FELIZ... ABRAÇOS DE CARINHO E AMIZADE,
FERNANDINHA

VANUZA PANTALEÃO disse...

Amiga linda com essa rosa vermelha ao rosto...
Cecília não tem definição, é o eterno feminino. falando em feminino, venho comunicar-te que estamos triando umas feriazinhas (eu e o maridão, rs). Acabei de fazer uma nova postagem e falando de mulher, coisa simples...vai ficar lá, aguardando a honra de recebê-la.
Pois é, o medo de amar só atrapalha...
Beijos, delicada amiga!!!

VANUZA PANTALEÃO disse...

Correção:tirando (são as unhas, rsrs, coisa de mulher)

betencourt disse...

Medo, medo de quê?

Só devemos temer se,
e quando,
o amor acaba
Aí, sim, trememos de medo
porque ficamos sozinhos
à beira do caminho

Mas o sol nasce todos os dias
e
uma aurora é sempre um hino de esperança
e
quando o amor renasce,
o coração rejuvenesce,
a Natureza sorri

o A M O R renova-se

Tudo de bom para si, linda e sensível Baby

Isabel-F. disse...

Não conhecia o poema ...
é bem forte e lindo ...
gostei muito.

bjs

Anónimo disse...

Sempre muito interessante a selecção de poemas.

Gostei de entrar na tua página

Secreta disse...

Belissimo poema!
Acredito que , a nossa eternidade reside em nós mesmos.
Beijito.

FOTOS-SUSY disse...

OLA BABY, BELISSIMO POEMA...UMA LINDA ESCOLHA...QUE TENHA UM FELIZ RESTO DE SEMANA!!!
BEIJOS COM AMIZADE,


SUSY

Dois Rios disse...

Maravilhosa Cecília! Sim, nutro um certo receio pela finitude, ainda que por idades imensas. Enquanto isso vou me renovando diante dos fins cabíveis de serem transformados.

Beijo, linda Baby!
Inês

p.s. Obrigada pelo seu sempre carinho.

Nilson Barcelli disse...

Escolheste um grande poema.
Que não conhecia e, por isso, agradeço a partilha.
Beijos, querida amiga.

Ana disse...

Eterna beleza dos poemas de Cecília Meireles ! Não conhecia este ... e gostei!
Beijinho, Baby.

Benó disse...

Passei para uma visita.
Que os gerâneos na varanda se iluminem com este lindo sol primaveril.
Tenha uma boa semana.

ErikaH Azzevedo disse...

Este poema da Cecilia desde que passei a usar a net é o meu preferido... mandava ele com scrap no orkut e já tinha tempo que não o lia mais, ler aqui me fez voltar um pouco ao tempo...eu que desde aquela época, luto com meus medos, e vou sobrevivendo a eles...um a um, pq no fundo , no fundo os medos foram feitos pra aprendermos a vence-los né.

A imagem perfeita baby...linda, linda.

Um beijo flor

Erikah

tulipa disse...

OLÁ AMIGA

É o primeiro 1º de Maio que tenho em casa um "Desempregado" com 62 anos, desde 31 de Julho de 2009...
Não há razões para festejar seja o que for!!!

Acabei de fazer um post sobre o "Dia da Mãe" mas, nada de recordações antigas, pois estou a ser seguida por um psicólogo que me tem ajudado a "cortar" com o meu passado, pois era só sofrimento sempre que "ia ao passado buscar lembranças" e, como perdi a m/Mãe muito cedo, evito voltar a falar no assunto;
a sua memória está muito bem guardada no meu coração, mas falemos de outras coisas...

O meu peito é um autêntico mar de emoções e já apanhei alguns sustos, devo fugir a situações de risco.

Vem buscar um presente que, com todo o meu amor te ofereço neste dia especial.

Beijos com carinho.

VANUZA PANTALEÃO disse...

Até breve, amiga!
Volto em junho...
Obrigada por sua amizade e ela vai continuar!!!Bjsss

patricia disse...

es preciso morir para renacer cada día...
he pasado por aquí y te dejo un besito.

VANUZA PANTALEÃO disse...

Vi o filme, Baby, emocionante.
Vou ler o livro, com certeza! Agora que me recomendaste, então, vou nessa, vou arranjar tempo.
Colocando as roupas pra fora do armário...meu filho vai ficar com mais uns posts para publicar. Meu amigo, meu secretário(rs). Espero que goste dele e ele tem sangue árabe (por parte de pai) e português dois lados. Essa mistura abrasileirada...
Tô indo...
Volto com muitas fotos e um diário recheado de histórias.
Cecília, eterna!
Carinho para Baby!!!

VANUZA PANTALEÃO disse...

correção:"dos dois lados..."
É a pressa, é a pressa...

Rosas

Rosas
Especialmente para ti, amigo visitante

Arquivo do blogue