domingo, julho 04, 2010

O RUMOR DA ONDA


Soneto do amor difícil


A praia abandonada recomeça
logo que o mar se vai, a desejá-lo:
é como o nosso amor, somente embalo
enquanto não é mais que uma promessa...


Mas se na praia a onda se espedaça,
há logo nostalgia duma flor
que ali devia estar para compor
a vaga em seu rumor de fim de raça.


Bruscos e doloridos, refulgimos
no silêncio de morte que nos tolhe,
como entre o mar e a praia um longo molhe
de súbito surgido à flor dos limos.


E deste amor difícil só nasceu
desencanto na curva do teu céu.

               David Mourão-Ferreira
Imagem encontrada na web


20 comentários:

VALVESTA disse...

E desse amor bonito só nasceu
des(10) encanto, Que multiplica-se e em muitas em muitas vezes, será encantadores seus encantos.
Beijas amiga, encantadora semana pra ti.

mixtu disse...

o amor
ondas
à sétima...
molha...
o amor...

mar...

areia

e um dia uma camioneta leva o amor como se faz à areia :)O


abrazo serrano

Dois Rios disse...

Há ondas que se espedaçam porém, enquanto houver mar, outras virão. Assim é o amor, minha linda Baby!

Belíssima escolha, minha querida! Maravilhoso David Mourão-Ferreira!

Beijos carinhosos,
Inês

Anónimo disse...

Olá Querida Amiga!
Como de costume venho ler poemas muito lindos. E neste caso de um romantismo enorme. David Mourão Ferreira é um poeta Moderno, mas a força contida nos seus poemas, eu comparo-a a Almeida Garret.
Parabés! Pois são dois autores que gosto muito de ler.
Beijinhos!

Noribal

Nilson Barcelli disse...

Uma excelente escolha.
O soneto é apenas fabuloso.
Minha amiga, boa semana.
Beijos.

Perla disse...

O amor como as ondas do mar: tanto pode embalar como despedaçar.

Beijos

O Profeta disse...

Esta ilha não tem fortuna
Trocou-a por um curioso mistério
Este irreal e intenso verde
Que inunda o olhar mais sério

Nesta ilha há um beijo na tua procura
Nesta ilha as pedras não têm idade
Nesta ilha as juras são lançadas à maresia
Nesta ilha o sonho é janela da verdade

Doce beijo

Ana disse...

" E deste amor difícil só nasceu
desencanto na curva do teu céu"

Maravilhoso poema, maravilhosa imagem!
Um beijo, Baby *

Secreta disse...

Um poema lindissimo.

Canto da Boca disse...

Parece ser o destino do mar, estar sempre a recomeçar; assim como o destino do amor, sempre amar!

;)

Vieira Calado disse...

Amiga!

Indiquei o seu nome para a próxima edição de "5 Poetas de Lagos",
lá para Outubro ou Novembro.
É sobre isso que teremos que conversar...

caso aceite...

Beijoca

Fernando Santos (Chana) disse...

Belo poema...Espectacular....
Cumprimentos

piedadevieira disse...

Não conhecia o autor, é um belo poema.Mesmo que seja difícil, vale a pena o amor.
Beijos

FERNANDINHA & POEMAS disse...

OLÁ QUERIDA BABY, ADORÁVEL ESCOLHA...ABRAÇOS DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA

Nilson Barcelli disse...

Voltei para ver as novidades. Mas deves estar mais interessada na praia do que no blogue... eu faria o mesmo... se pudesse...
Querida amiga, bom fim de semana.
Beijos.

Baby disse...

Não é verdade Nilson, estive 9 dias fora, de visita a 3 cidades europeias MARAVILHOSAS, onde ia morrendo de calor...
Peço desculpa a todos os amigos (as) que me visitaram, pelo meu atraso em corresponder, mmas fá-lo-ei em breve, é só arrumar as coisinhas...

Um abraço para todos, um bom fim de semana e porque não aproveitar o Sol com uma visita à praia?

Beijos.

tulipa disse...

Isso sei eu que estiveste 9 dias fora, de visita a 3 cidades europeias MARAVILHOSAS...
quero saber novidades!!!

O calor esteve por todo o Mundo, tanto no Ocidente como no Oriente.
...também eu fui parar 2x ao hospital por causa do excesso de calor, nem 8 nem 80 seria mesmo o melhor, mas...infelizmente o Mundo está assim, com temperaturas extremas dos valores negativos até aos 50º vi eu ontem lá para os lados do Dubai.

Aguardo o teu regresso ao blogue.
Se puderes vem refrescar-te com as minhas imagens do rio Sado, nos Momentos Perfeitos.

Beijos.

Dois Rios disse...

Baby querida,

Saudade de você. Já sei que a sua ausência é bom um bom motivo e desde já aguardo teus sempre belos e sensíveis posts.

Beijo,
Inês

ErikaH Azzevedo disse...

Complexo esse poema , acho que pq esses amores meio que impossiveis são mesmo cheios dessas complexidades e tb de dor.

Bjos querida,

Erikah

C Valente disse...

belas imegens , boa colectânea de poemas
Saudações amigas

Rosas

Rosas
Especialmente para ti, amigo visitante

Arquivo do blogue