domingo, novembro 24, 2013

AS PALAVRAS


de Eugénio de Andrade:

São como um cristal,
as palavras.
Algumas, um punhal,
um incêndio.
Outras,
orvalho, apenas.

Secretas, vêm, cheias de memória.
Inseguras, navegam:
barcos ou beijos, as águas estremecem.

Desamparadas, inocentes,
leves.
Tecidas são de luz
e são a noite.
E mesmo pálidas
verdes paraísos lembram ainda.

Quem as escuta? Quem 
as recolhe, assim,
cruéis, desfeitas,
nas suas conchas puras?

Imagem colhida net


14 comentários:

Rafael Castellar das Neves disse...

Excelente!!! Boa proposta, não o conhecia!

[]s

São disse...

É sempre bom reler Eugénio.

Quanto à foto, é linda.

Bom resto de tarde, rrss

Fernando Santos (Chana) disse...

Excelente post....
Cumprimentos

Nilson Barcelli disse...

As palavras são assim mesmo.
Grande poeta, o Eugénio de Andrade.
Minha querida amiga, tem um bom resto de semana.
Beijo.

© Piedade Araújo Sol disse...

Eugénio de Andrade e a sua bela poesia.

também gostei muito da imagem.

bom fim de semana.

beijo

:)

Kalinka disse...

as PALAVRAS
por vezes ferem
que nem punhais
...
há atitudes
que ferem muito mais

...
triste é sonhar
com amizades
em que damos tudo
e nada recebemos
...
já não tenho
idade para sonhar
muito menos
para me iludir.

Fica bem.

Kalinka disse...

as PALAVRAS
por vezes ferem
que nem punhais
...
há atitudes
que ferem muito mais

...
triste é sonhar
com amizades
em que damos tudo
e nada recebemos
...
já não tenho
idade para sonhar
muito menos
para me iludir.

Fica bem.
Tulipa ou kalinka

O Puma disse...

Há HOMENS incomensuráveis

Manuel Luis disse...

Uma excelente escolha, uma bela imagem.
Bj

C Valente disse...

PROSPERO ANO NOVO, com saúde, alegria, amizade e paz
Saudações amiga

Manuel Luis disse...

Faço votos para que se encontre de boa saúde.
Um excelente Ano novo.
Bj

Manuel Luis disse...

Como cristal! Gostei das notícias boas, posso dormir descansado novamente!
Bj

Canto da Boca disse...

O belo poema do Eugenio, emoldurado por uma imagem irrepreensível!

Beijos!!

;))

A Casa Madeira disse...

Tinha uma vó que me dizia sempre:
cuidado com as palavras kkk
Belo poema.
Bom começo de maio.
Abraços
Janicce.

Rosas

Rosas
Especialmente para ti, amigo visitante

Arquivo do blogue