quinta-feira, outubro 04, 2012

PARTIDA



Vi-te partir
e a seguir
o sol caiu a meus pés,
o céu rasgou-se
e chorou
até apagar o fogo
que alastrou pelo chão.
Depois o mar engrossou,
rugiu e a terra galgou
para varrer toda a dor
Que a tragédia provocou.

Fui levada e arrastada
quando a onda regressou.

Andei vidas à deriva,
fui barco sem vela no mar,
mar que foi onda,
mas também foi chão,
mar que me embalou
e ajudado pelo tempo,
as minhas feridas sarou,
mar que um dia,
noutra onda,
em terras de Barlavento
eu sei que me vai largar.

29 comentários:

Fa menor disse...

Há ondas que nos revolvem e arrastam...

Canto da Boca disse...

Identifiquei-me sobremaneira com o poema, Baby, tem sempre um pouco da nossa história, nesses encontros, desencontros e despedidas.


Recebi um desafio, e eu topei, agora trago-o para ti, as regras estão lá no Canto.

Beijos!

;)

C Valente disse...

Onda que vem e que vai,
Lindo
Saudações amigas

Fernando Santos (Chana) disse...

Excelente poema....
Cumprimentos

piedadevieira disse...

Estou de volta, graças a deus, e feliz de poder ler esses versos maravilhosos, retratos de nossas vidas. bjs

© Piedade Araújo Sol disse...

a dor da partida e da despedida.

muito bom.

Ana disse...

Nostalgia e esperança !
Um beijo *

Pearl disse...

Sabes que o mar do Barlavento tem esse poder de sanar, curar!

Sortudas portanto!


um beijo :))

vieira calado disse...

Olá, como está, caríssima?
Há tempo que não a "via"!
Mas Verão é verão e fazemos uma vida diferente.
Olhe, eu não cheguei sequer a ver essa fotografia no Barlavento...

beijinhos para si!

O Profeta disse...

Sopram ventos de melancolia
Transparente é o cinza que a tua alma encerra

A minha pobreza é a falta de um par de asas
Encontrei um lugar de reinvenção das sombras
Pensei virar as costas ao tempo e ao deslumbramento
E aí houve estranhamente o amanhecer das minhas palavras

E passei para te deixar


Um mágico beijo

sérgio figueiredo disse...

faz tempo a minha ausência, não é...?? mas aqui estou e sem esquecer quem também aqui está.

o mar é lindo, tão lindo como a Poesia, e estou certo que essa onda que te levou... apenas te foi mostrar o que há de belo e aí, quando o sentires... algo verás em terras de Barlavento e outra onda te fará regressar... sem feridas...!!

até

C Valente disse...

Saudações amigas

Morgan Nascimento disse...

Olá, parabéns pelo blog!
Se você puder visite este blog:
http://morgannascimento.blogspot.com.br/
Obrigado pela atenção

Morgan Nascimento disse...

Gostei.

tulipa disse...

Amiga
escreves sobre
PARTIDA
ONDA
DOR
TRAGÉDIA
enfim...que dizer?
...
eu sei o que te dizer
mas, aqui não!
...
Vou usando a minha
DOR
DESILUSÃO
TRAGÉDIA
sim, porque também as sinto
de outra forma
...
uso a liberdade de expressão,
bem como
toda a minha sensibilidade
fazendo fotos,
as quais, depois
me dão grandes alegrias...

Num outro post eu coloquei as outras fotos vencedoras
só AGORA
fiz um post com a minha foto vencedora.

Convido-te a ver os meus
"MOMENTOS PERFEITOS"
porque vais encontrar uma surpresa,
além do que já te disse.

Beijinhos e óptimo FERIADO
(o último 1 de Novembro a ser gozado)

O Profeta disse...

São mudas as neblinas nesta ilha
É de pobreza o pão que alimenta o meu sentir
Oiço o mar com os meus próprios dedos
Parti do desencontro dos meus derradeiros medos

Parti e deixei no cais mil dúvidas
Lembrei tempos que corri feliz pelas amoras
Nesses dias bebi sofregamente a vida
Nesses dias a minha alegria era incontida

Um radioso fim de semana


Doce beijo

Manuel Luis disse...

Já experimentei essa sensação de partir e não voltar, não quero que aconteça mais!
Bj

Manuel Luis disse...

Grato pela atenção, não tenho comentários pendentes, algo aconteceu, coisas de electrões!
Abraço

Secreta disse...

Um poema que doi por dentro.
Beijito.

tulipa disse...

ANJOS
acreditas em anjos?
...
ANJOS NA TERRA
...
descobri um Anjo
este ano, no meu percurso de Vida
...
quem diria?
Acredito!
Aconteceu comigo.


A melancolia do Outono
deixa-me assim:
Na vida temos altos e baixos
muitas vezes
entre ruinas procuro o sentido,
a razão
muitas vezes
traço um círculo de solidão
...
Posso dizer que
percorri um longo e tortuoso caminho
sou do género saltimbanco
a minha terra perdi-a
ficou longe
Hoje
só na memória das
recordações
e da saudade!

Boa semana.
Um abraço.

É quase dezembro
...

Secreta disse...

Passei para uma visita e deixo um beijito.
Espero que esteja tudo bem contigo.

Nilson Barcelli disse...

Baby, querida amiga, desejo que tenhas um Natal muito Feliz, extensivo aos que te são mais queridos.
Beijo.

poetaeusou . . . disse...

*
Virtual Amiga,
,
no rumo do meu retorno,
um Mar de Felicidade,
entre ondas de Saúde,
desejo-te,

Luzentes Conchinhas,
ficam.
*

Manuel Luis disse...

Um dia após outro dia mais um dia e outro beijo para alimentar esse teu dia. Um sorriso para uma estrela e um abraço que era meu e agora pertence-te.
Boas festas!!

Maré Viva disse...

Obrigada, Manuel Luis, além de um bom fotógrafo és um excelente poeta...

Bestas felizes, Ano Novo venturoso.

Abraço que retribuo.

Nilson Barcelli disse...

O mar leva, mas também traz...
Não o tinha referido, mas o teu poema é excelente. Faz mais...

Querida amiga, desejo que tenhas um Feliz 2013.

Beijo.

tulipa disse...

Que 2013 seja um ano de alegrias e de muitos sorrisos.
Saúde acima de tudo!

Há momentos e cumplicidades que são impossíveis de esquecer!

Cada vez mais há que dosear os afectos:
Em 2013 direi SIM às pessoas que gostam de mim, que me mimam quando estou mais em baixo, que me tratam bem.

direi NÃO às outras, que não estiveram presentes quando foi preciso, que não respondem a telefonemas que faço nem devolvem chamadas;

direi SIM aos passeios fotográficos, às minhas escapadelas por esse país fora, sempre em busca de paz, silêncio e aventura;

direi SIM a boas companhias que me fazem rir e esquecer os maus momentos da vida, pessoas com quem possa trocar ideias e partilhar os mesmos gostos;

direi NÃO a quem não tem tempo para estar comigo;
...
Muito mais haverá que terei que dizer sim ou não,
porque com o passar da idade,
tenho aprendido que cada vez mais é necessário separar o trigo do joio e estupidamente não estava a fazê-lo;
...
direi SIM para aprender a gostar daquilo que me faz bem e a cortar com tudo o que me pode fazer mal – principalmente nunca dizer NÃO aos meus sonhos
e dizer sempre SIM à vida.

Nilson Barcelli disse...

Vim à procura de novo poema. Vê lé se arranjas tempo e inspiração...
Querida amiga, tem um bom fim de semana.
Beijo.

Secreta disse...

Venho desejar-te um feliz ano de 2013. Que tudo o que desejas se realize!
Um beijo.

Rosas

Rosas
Especialmente para ti, amigo visitante

Arquivo do blogue